19ª Legislatura 2019 - 2022

Notícia

Deputados destacam o Dia Internacional da Democracia

15/09/2020 13h50 - Atualizada em 15/09/2020 13h55
Por Mara Barcellos - AID - Comunicação Social

Instituído pela Organização das Nações Unidas (ONU) em 2007, o Dia Internacional da Democracia, celebrado no dia 15 de setembro, foi destaque entre os parlamentares durante Sessão Ordinária desta terça - feira (15). 

A data foi criada como forma de lembrar a Declaração Universal da Democracia, assinada em 15 de setembro de 1997 por representantes de 128 países. 

Em pronunciamento na tribuna, o deputado Carlos Bordalo, que é presidente da Comissão dos Direitos Humanos e do Consumidor, destacou a importância da data para a manutenção do regime democrático brasileiro, que atualmente está sendo alvo de ataques.    

"Hoje se comemora o Dia Mundial da Democracia, precisamente para fortalecer a luta da humanidade por regimes democráticos. Uma democracia, seja ela melhor ou pior, será sempre melhor do que a ditadura. Infelizmente no Brasil vivemos um momento delicado de ataque aos preceitos democráticos. Eu quero homenagear todos e todas, que apesar das dificuldades, lutam para preservar os preceitos democráticos na sociedade brasileira", ressaltou. 

O líder do governo no Legislativo, deputado Francisco Melo (Chicão) disse que a democracia é a base para a sustentação dos poderes.

"Falar de democracia é falar de um momento, de um Brasil ainda novo, porque a democracia depois do golpe militar - se a gente analisar outras democracias do mundo - o Brasil talvez seja uma democracia muito nova. Mas a democracia no Brasil tem tido uma prova da sua sustentabilidade, onde os poderes da República tem funcionado, cada um desempenhando suas funções, tanto o Executivo, o Judiciário e o Legislativo". 

"É verdade que as críticas existem, tanto ao Judiciário, Executivo e ao Legislativo, mas isso faz parte de um contexto. E quero louvar por viver em um país democrático, porque acredito de que de todos os regimes, esse é o mais adequado para boa convivência, para o bom relacionamento, para que as famílias possam ter uma organização social em que possam ter seus direitos e deveres reconhecidos", completou.       

O deputado Raimundo Santos afirmou que processo eleitoral é um sistema democrático fundamental para o desenvolvimento do país.  "O valor mais precioso e democrático se chama voto. Mas como é que esse voto vai ser exercido? Ele tem que ser um voto consciente, ele é o segredo da mudança. Se o povo votar sem estar consciente ou votou pela influência de um cargo ou de um benefício ou por uma promessa, às vezes pode estar sepultando quatro anos de desenvolvimento de educação, de qualidade de vida, de acessibilidade, de mobilidade urbana, transporte público, geração de emprego e renda, porque o voto não foi consciente e terminou a escolha não sendo a escolha mais adequada", disse.  

Raimundo Santos destacou ainda a imprensa como instrumento democrático para manter a sociedade bem informada. "Não se pode falar em democracia sem falar da imprensa. Porque já dizia Rui Barbosa que a imprensa é a vista do povo, é a visão do povo. Se o povo não sabe o que está acontecendo, então o povo não tem como votar consciente, não tem como exercer o seu poder de cidadania. Por último, a democracia só vai prosperar se houver  cada vez mais a participação  popular", finalizou Raimundo Santos.

 

 

 

   

 

 

Palácio Cabanagem - Rua do Aveiro,130 - Praça Dom Pedro II, Bairro Cidade Velha - 66020-070
(91) 3213-4200
AID - Assessoria de Imprensa e Divulgação - Email: [email protected] | Sistemas
Ouvidoria: ouvidoria.alepa.pa.gov.br

Todos os Direitos reservados | 2019